quarta-feira, 16 de abril de 2014

SALVADOR: SEM POLICIA E SEM ÔNIBUS

A manhã desta quarta-feira foi bastante complicada para os trabalhadores chegarem aos seus destinos.  Poucas empresas liberaram os ônibus para sair da garagem temendo assaltos que começaram na noite de ontem quando a greve da Polícia Militar foi decretada. Com isso, os pontos de ônibus estão lotados e os passageiros sem saber se a situação será normalizada.

reprodução

JABES RIBEIRO PAGA 185 MIL PARA FÁBIO JUNIOR FAZER SHOW E NÃO TEM DINHEIRO PARA PAGAR OS PROFESSORES QUE ESTÃO EM GREVE

Para justificar todos os problemas da sua gestão, o prefeito Jabes Ribeiro repete o mesmo argumento: “o município não tem dinheiro”. Nesta terça-feira 15, o Blog Ilhéus 24Hrevelou mais uma contradição do governo JR. O município pagou R$ 158.240,00 ao cantor Fábio

Jr, que vai se apresentar no festival Aleluia Ilhéus. O Blog do Gusmão capturou a imagem do Diário Oficial . Enquanto isso, os professores de Ilhéus paralisaram suas atividades porque o prefeito se recusa a reajustar os salários da categoria.

POLICIAMENTO DE ILHÉÚS HOJE É COMANDADO PELOS BANDIDOS DO PRESÍDIO ARISTON CARDOSO

Por: Ednei Bomfim.
Eustácio Lopes, vice presidente do SINDIPOC, defende uma polícia mais forte com policiais bem remunerados.Na foto ele está de paletó e gravata, ao lado do delegado Norberto Teixeira.
Com a paralisação das policias Civil e Militar, a população está vivendo momentos cruciais, pois não se tem a chance de solicitar um policial pata solucionar um problema nas ruas e se for na Delegacia de Polícia a resposta será: Estamos em paralisação e por isso não estamos registrando quixas. Assim portanto, a cidade durante os dias de greve da PM, está entregue as senhores comandantes dos raios A e B, que comandam o tráfico de drogas e homicídios no Sul da Bahia.
Porém, a culpa de tudo o que está acontecendo é do governador Jaques Wagner que abandonou o setor da segurança pública, não valorizando os policiais que trabalham diuturnamente no combate a criminalidade, subindo e descendo morros, estando sempre em confrontos com bandidos de alta periculosidade.

"Nossa luta é por uma melhor segurança pública", diz Prisco sobre greve da PM

Ele disse que os policiais esperam "reverter a situação"

Da Redação (redacao@correio24horas.com.br) 
Com a greve da Polícia Militar decretada nesta terça-feira (15), o coordenador-geral da Aspra, Marco Prisco, afirmou que a categoria irá permanecer no Wet'n Wild acompanhando o andamento da negociação. "Estamos preparando pautas para levar ao governo. Nosso interesse é terminar isso agora à noite", afirmou Prisco, em entrevista à TV Record.
Segundo Prisco, a proposta apresentada pelo governo não contempla 80% dos pontos de interesse da categoria. Ele disse que os policiais esperam "reverter a situação" e disse que a cidade não ficará sem policiamento a partir de amanhã por conta da greve, e sim porque "a política de segurança pública do governo infelizmente é equivocada". "Nossa luta é por uma melhor segurança pública. A gente não está fazendo uma luta corporativa", garantiu.
Antes da assembleia, Marco Prisco, chegou a se reunir com o governador Jaques Wagner. O comando geral da Polícia Militar também se comprometeu a rever alguns pontos contestados pela categoria, como o Código de Ética e os processos disciplinares de PMs que participaram da greve no ano passado. 

PMs protestam durante a assembleia
Proposta e críticas

A categoria, que reúne pelo menos 34 mil homens na ativa no estado, reivindica melhoria salarial, mudanças na política remunerativa, plano de carreira, acesso único ao quadro de oficiais, um Código de Ética, aposentadoria com 25 anos de serviço para a Polícia Feminina, aumento do efetivo, bacharelado em Direito para os oficiais, além de elevação de toda a tropa para o nível superior entre 2014 e 2018.

O governo tem até 180 dias antes do início do período eleitoral para remeter ao Legislativo qualquer projeto que provoque alterações salariais de servidores. 


A assembleia desta terça-feira contou com as diversas associações da categoria, como a Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), a Associação de Praças da Polícia Militar do Estado da Bahia (APPM-BA) e a Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (Força Invicta).

O coordenador-geral da Aspra, Marco Prisco, já havia afirmado que as propostas sugeridas pelo Governo não agradavam. "As propostas que o Governo ofereceu para a gente não contemplam a categoria", disse.
Na segunda-feira (14), representantes das associações de policiais e bombeiros militares participaram de reunião com o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, e o comandante-geral da PM, coronel Alfredo Castro. O secretário garantiu rever alguns pontos apresentados aos policiais. Entre os itens propostos para revisão estão o código de ética, o plano de carreira e a promoção na corporação. 


“Na quinta-feira passada, apresentamos a proposta do governo e desde aquele momento havíamos falado para todos que estávamos colocando aquilo para apreciação. Eles trouxeram uma análise do material. São propostas que vamos analisar e que estamos dispostos a revisar”, afirmou o secretário.

Após pedir Exército, secretário de Segurança Pública diz que população não deve alterar rotina

Segundo o secretário Maurício Barbosa, ainda não há a previsão de quando as tropas federais irão para as ruas
Clarissa Pacheco e Rafael Rodrigues (mais@correio24horas.com.br)

Após decidida a greve dos policiais e bombeiros militares nesta terça-feira (15), o governador Jaques Wagner decretou a Garantia da Lei e da Ordem, que possibilita a convocação do Exército para ocupar as ruas de todo o estado. Além das Forças Armadas, houve ainda um pedido formal à presidente Dilma Rousseff para o envio de tropas da Força Nacional de Segurança.
Segundo o secretário Maurício Barbosa, ainda não há a previsão de quando as tropas federais irão para as ruas. “Tem todo o procedimento interno, mas a gente pede que seja o mais rápido possível. Não sabemos a adesão da greve, mas estamos nos antecipando para que população entenda todo esse esforço”, disse.
Secretário falou com a imprensa após greve da PM ser decretada 
(Foto: Carla Ornelas/GOVBa)
Não foi confirmado o número de militares que serão utilizados na operação. Barbosa pediu para que a população “toque suas vidas” e não deixem de ir trabalhar ou estudar. “Não é momento de criarmos pânico. A sensação de insegurança só prejudica o processo. Estamos lutando para reestabelecer o trabalho das forças de segurança”.
O comandante da PM, coronel Alfredo Castro, estimou que a greve teve pouca adesão. Na noite de ontem, segundo ele, o efetivo nas ruas não sofreu redução. “O número de viaturas durante a noite está normal”, disse.

Polícia prende pai e madrasta de menino encontrado morto por injeção letal

Ele estava desaparecido há 10 dias. Crime teria sido planejado por madrasta. A mãe do garoto morreu quando ele tinha três anos
A Polícia Civil prendeu na noite desta segunda-feira (14) o pai, a madrasta e uma mulher sob suspeita de participarem da morte do menino Bernardo Uglione Boldrini, 11, desaparecido há dez dias. A prisão do trio é preventiva, de acordo com a polícia. O corpo do menino foi encontrado enterrado em uma propriedade rural na cidade de Frederico Westphalen (447 km de Porto Alegre), por volta das 19h30 de ontem. 
Menino estava desaparecido há 10 dias(Foto: Reprodução/RBS TV)
O local onde o corpo foi enterrado fica a cerca de 80 km da cidade de Três Passos, onde o menino morava. Em depoimento, a madrasta disse à polícia que no dia 4 de abril havia ido à cidade de Frederico Westphalen para comprar uma televisão em promoção e que teria levado Bernardo para comprar um aquário de presente para o garoto.
Segundo a polícia, a madrasta disse que deixou o garoto aos cuidados de uma amiga. Após investigações, a polícia conseguiu imagens das câmeras de segurança de um posto de combustível que mostravam a madrasta, o menino e uma mulher no carro.
Em outras imagens de câmeras de segurança, o menino já não estava mais com a madrasta e a amiga. Após ser presa, a assistente social confessou à polícia que a madrasta, que é enfermeira, planejou o crime. Bernardo teria sido morto com uma injeção de anestésico, segundo a Polícia Civil.
A suspeita presa também disse aos policiais que o pai, que havia feito boletim de ocorrência pelo desaparecimento do menino, não sabia do crime. 
Bernardo morava com o pai médico, a madrasta e uma meia-irmã de um ano e dois meses, em Três Passos. A mãe do garoto morreu quando ele tinha três anos.

EUA AFIRMA QUE TELEXFREE É PIRÂMIDE E ARRECADOU US$ 1 BI NO MUNDO


1001449_4980657323255_1479967911_n

Da Revista “Veja”.

A Divisão de Valores Mobiliários da Secretaria de Estado de Massachusetts, onde a TelexFree está sediada, descreveu em um longo documento de 50 páginas como a empresa pode ser facilmente identificada como um esquema de pirâmide financeira. Divulgado nesta terça-feira, o documento pede que a empresa pague uma multa (a ser definida) pelas práticas fraudulentas e que ressarça todos os investidores que tiveram prejuízos no Estado americana.

“A TelexFree é apenas um velado esquema de pirâmide financeira cujo foco foi a comunidade de trabalhadores dos Estados Unidos e do Brasil”, assinou o representante principal da Secretaria, Patrick Ahearn. O texto ainda traz a informação de que apenas no Estado americano a empresa chegou a levantar aproximadamente 90 milhões de dólares com divulgadores.

No mundo todo, em especial nesses dois países, a empresa arrecadou 1 bilhão de dólares. A TelexFree está sob investigação desde o ano passado por prática de pirâmide no Brasil, com os bens bloqueados e impedida de funcionar por uma decisão da Justiça do Acre.

“Apesar do capital ser impressionante, as operações da TelexFree são insustentáveis, sem um fluxo contínuo de capital novo”, diz o relatório. “A base financeira da empresa é o recrutamento de novos membros e a postagem de anúncios na internet e não a venda de serviços de telecomunicação por Voip”, acrescenta para, em seguida, descrever o esqueleto dessa pirâmide. “Mesmo sem ter de vender um Voip, o participante tem um retorno garantido de 200% a 250%.”

Vale ainda ressaltar que a autoridade americana descobriu que Carlos Costa, diretor da Ympactus (nome real da subsidiária brasileira da TelexFree) embolsou 3 milhões de dólares no ano passado quando vendeu sua participação no grupo americano.

“As operações da TelexFree tornaram-se um risco que as instituições financeiras não estão mais dispostos a suportar”, finaliza o sumário do estado americano.

Bomba caseira é lançada contra Tiro de Guerra

Na noite de terça-feira 915), um explosivo caseiro foi arremessada na sede do Tiro de Guerra, em Itabuna. De acordo com o Comandante Quirino, a bomba não chegou a explodir. Mas se tivesse funcionado, o artefato não explodiu, porém provocaria muito barulho na área do Tiro de Guerra,

O comandante informa que esta não é a primeira vez que tentam danificar o local

Corpo é encontrado em vala do Aeroporto de Canavieiras


Um corpo do sexo feminino foi encontrado nesta terça-feira (15), em uma vala, no Aeroporto, próximo a Rua João Pana. 

De acordo com a Policia Civil, as circunstâncias da morte ainda são desconhecidas, mas devem ser apuradas. O corpo ainda não foi identificado. 


O condutor estava aparentemente embriagado. Ninguém ficou ferido.



Um jovem de prenome André foi assassinado na noite de terça-feira (15), no bairro Mirante, em Porto Seguro. Ele foi atingido por cinco disparos de arma de fogo. A vítima já foi moradora do bairro Campinho e há pouco tempo estava morando no bairro rival, o Mirante. 
De acordo com informações preliminares, André tinha envolvimento com crimes.

GREVE DA PM: RICARDO ELETRO DO SÃO CAETANO FOI SAQUEADA NA NOITE DE ONTEM

Tiros foram disparados na noite de ontem, durante uma ação criminosa na loja Ricardo Eletro de São Caetano, em Salvador. Horas depois de a Policia Militar decretar greve, populares 

QUEM QUISER COMER PEIXE NA SEMANA SANTA, QUE VÁ PESCAR NO LAGO: DIZ PREFEITA GILKA BADARÓ EM ITAJUÍPE


Uma das principais promessas da atual prefeita Gilka Badaró, era ajudar a população com a distribuição de alimentos em datas especiais, principalmente na semana santa. Mas alegando falta de dinheiro e grande crise financeira, a prefeitura não vai fazer a distribuição do pescado para a população carente. " O peixe está no lago ", é a piada que está na boca do povo nas ruas de Itajuipe.

Faculdades particulares suspendem aulas devido à greve da Polícia Militar

Da Redação (redacao@correio24horas.com.br)
(
Algumas faculdades cancelaram suas atividades, por conta da greve da Polícia Militar em Salvador. A Faculdade 2 de Julho, que fica no Campo Grande, divulgou uma nota cancelando as aulas para os alunos do período noturno. "A Faculdade 2 de Julho decidiu suspender as aulas. A ação foi tomada por causa  da greve da Polícia Militar e ao sentimento generalizado de insegurança por parte da população Soteropolitana".
A Universidade Católica do Salvador (Ucsal) também cancelou as aulas. "Os alunos foram orientados a não saírem de suas casas para algum campus da faculdade. Prezamos pela segurança deles e estamos entrando em contato com cada um para avisá-los da decisão", afirmou assessoria.
Já a Faculdade Social da Bahia (Isba), que fica em Ondina, também emitiu um comunicado aos alunos cancelando as aulas na noite desta terça-feira. "Informamos que, em virtude da iminência da Greve da Policia Militar, as atividades na FSBA estão suspensas. Qualquer nova informação será divulgada através do nosso site e da nossa página oficial no Facebook". 
Pelo Facebook, a Unijorge informou que com a confirmação da greve da PM todas as atividades foram suspensas para esta quarta-feira (16). "Continuaremos acompanhando, ao longo do dia, a evolução dos acontecimentos e daremos informações sobre o nosso funcionamento através do site institucional e redes sociais".
Quanto às escolas, o Colégio Salesiano Dom Bosco, na Paralela, e o Salesiano do Salvador, em Nazaré, se pronunciaram suspendendo todas as atividades da quarta-feira, incluindo a apresentação da peça "A paixão de Cristo", que aconteceria às 19h no teatro Salesiano. O retorno das atividades será ao fim do feriado de Pásco.

Reportagem iBahia:

terça-feira, 15 de abril de 2014

Acordo foi descumprido por PMs, diz secretário; tropas federais são chamadas

Documento foi assinado pelo secretário, por Marco Prisco e comandante-geral da PMa Redação (redacao@correio24horas.com.br)
O secretário da Segurança Pública Maurício Barbosa deu entrevista coletiva na noite desta terça-feira (15), após o início da greve da Polícia Militar, afirmando que assinou um documento em que o governo se comprometeu a cumprir várias medidas que foram discutidas com o coordenador-geral Marco Prisco em reunião antes da assembleia da categoria.
"Um documento foi assinado por mim, pelo comandante-geral e por um dos líderes das associações. Ficou decidido que estas propostas seriam assumidas pelo governo. Durante a deliberação da categoria, recebi uma ligação desta liderança, informando que estava tudo acertado para a aprovação do que havia sido acordado. Ainda assim, foi decretada a greve", afirmou Barbosa.
Segundo o secretário, já foi pedido ao governo federal a presença do Exército e da Força Nacional para ajudar na segurança de Salvador - a população é a prioridade no momento.
Estes são os pontos do documento  assinado:

1 - Rever o CET dos Praças na proporção de 25% para os praças na função administrativa, 45% para os praças operacionais e em 60% para os motoristas;
2 - Retirada para nova discussão da proposta do Código de Ética e rediscussão das propostas do Estatuto e Plano de carreira, os quais devem se encaminhados com a máxima urgência à Assembleia Legislativa da Bahia;
3 - Rever os projetos administrativos relacionados a mobilização de 2012;
4 - Regulamentar o art.92, nas bases a serem negociadas com o Governo do Estado, Associações e PM, abrindo as negociações no dia 16/04/2014.

Secretário falou com a imprensa após greve da PM ser decretada (Foto: Carla Ornelas/GOVBa)
Greve 
Prisco informou que a categoria elabora esta noite uma pauta de reivindicações para ser entregue ainda hoje ao governo. Os principais pontos dela são a instalação imediata do grupo de trabalho que vai tratar da questão salarial, a implantação do CET, a questão envolvendo o subsídio, que contempla policiais da reserva e pensionista; e a aposentadoria das policiais femininas com 25 anos de serviço no posto imediato.

Ao iBahia, Prisco informou que os PMs ficam no Wet'n Wild até amanhã, quando devem definir nova estratégia. Ele disse ainda que há uma orientação para que os policiais fiquem aquartelados, como aconteceu em 2001.

Ufba decide suspender aulas por conta da greve da Polícia Militar

Universidade voltará a se pronunciar depois da Semana Santa
Da Redação (redacao@correio24horas.com.br)
A Universidade Federal da Bahia (Ufba) decidiu nesta terça-feira (15) que irá suspender as aulas e demais atividades acadêmicas e administrativas na quarta e na quinta por conta da greve da Polícia Militar, além da paralisação de 24 horas da Polícia Civil. Em nota, a administração da Ufba informa que "a iniciativa visa acima de tudo preservar a segurança e o bem estar dos estudantes".
A Ufba informa ainda que está acompanhando os desdobramentos e voltará a se pronunciar sobre o assunto de acordo com as decisões da PM, mas somente após o feriado da Semana Santa.

Leia a íntegra da nota
A Universidade Federal da Bahia decidiu pela suspensão das aulas, das demais atividades acadêmicas e das atividades administrativas  nesta quarta e quinta-feira, dias 16 e 17 de abril. A inciativa, que visa acima de tudo preservar a segurança e o bem estar dos estudantes, professores e servidores técnico-administrativos da UFBA, foi motivada pela decretação da greve, por tempo indeterminado, da Policia Militar, somada à paralização, por 24 horas, da Policia Civil.
 
A administração da UFBA estará acompanhando os desdobramentos dos acontecimentos e voltará a se pronunciar sobre o assunto na próxima terça-feira, dia 22 de abril, após os feriados. 

FORÇAS ARMADAS E NACIONAL CHEGAM A BAHIA PARA FAZER SEGURANÇA

O governo da Bahia realizou uma coletiva na noite de hoje
, para informar as medidas adotadas após a Polícia Militar decretar greve por tempo indeterminado. O secretário de segurança, Maurício Telles Barbosa, afirmou que o diálogo com a categoria continua aberto, e que o quadro pode mudar a qualquer momento. No entanto, afirmou que já oficializou pedidos ao governo federal para envio de tropas das Forças Armadas e da Força Nacional para garantir a segurança dos baianos durante o movimento grevista dos policiais militares. Segundo o secretário, o pedido foi acatado, e as tropas de reforço devem chegar a Salvador a qualquer momento, e começar a atuar nas próximas horas.Em sua fala, o coronel Castro disse ter ficado surpreso com a decisão de greve por parte da tropa, já que, segundo ele, o canal de negociação estava aberto.

Traição de mulher e vingança motivaram assassinato de paciente de hospital em Feira de Santana

Tudo começou depois que a vítima matou um integrante da mesma quadrilha, ao descobrir o envolvimento da mulher com ele. Por vingança, outros dois traficantes invadiram hospital e mataram rapaz

Um relacionamento extraconjugal provocou uma rixa dentro de uma quadrilha de traficantes em Feira de Santana, município localizado a 110 quilômetros de Salvador, que deixou duas pessoas mortas em menos de dois meses. Entre as vítimas está José Fabrício Lima dos Santos, 32 anos, paciente do Hospital Geral Clériston Andrade que foi assassinado dentro da instituição neste sábado (12). Tudo começou depois que José Fabrício, mais conhecido como Chocolate, descobriu que tinha sido traído pela companheira com um colega, Matheus Régis Barbosa, 22 anos. 

José Ricardo, o Pereba, confessou o crime e disse

não se arrepender: "Comi Chocolate [a vítima] antes
da Páscoa", brincou
(Foto: Acorda Cidade)
Os dois faziam parte de uma quadrilha que atua na expansão do bairro Feira XI, com ramificações no bairro do Aviário e 35BI. Transtornado com a traição, Chocolate confrontou o comparsa e matou Matheus a tiros no dia 8 de março. De acordo com o delegado da Delegacia de Homicídios da região, João Uzzum, o crime criou uma discórdia dentro da facção. 

Revoltados com a situação, dois integrantes da quadrilha resolveram vingar a morte de Matheus. Na manhã deste último sábado (12), José Ricardo Macedo Santos Leão, 21 anos, e Edvan Cardoso dos Santos tentaram matar José Fabrício. Ele havia sido alvejado diversas vezes em via pública, na expansão do bairro Feira XI, onde a quadrilha atua. 

José Fabrício, o Chocolate, foi socorrido para o Hospital Geral Clériston Andrade. Ele estava se recuperando na unidade médica quando a dupla voltou. "Eles voltaram de noite para terminar o serviço", disse o delegado Uzzum. 

Segundo informações da Polícia Militar do município, os dois homens invadiram o hospital pelos fundos e foram para o setor clínico, onde a vítima estava internada. Eles atiraram contra o homem e fugiram. A ação gerou correria e tumulto no hospital. A mãe de José Fabrício estava ao seu lado e também foi baleada, mas não corre risco de morte.

Exército está nas ruas de Salvador

Enquanto a polícia militar se reúnem em assembleia no Wet´n Wild, na Avenida Paralela, em Salvador, o exército já está nas ruas da capital baiana. Os soldados já estavam de prontidão caso uma greve seja realizada pelos policiais militares.

Na tarde desta terça-feira (15), enquanto policiais ainda decidem os rumos do movimento, o exército já está nas ruas de Salvador.
Após decisão aprovada pelos policiais civis, em uma assembléia realizada ainda na segunda-feira (14), a categoria vai paralisar as atividades por 24 horas, a começar nesta quarta-feira (16).

A paralisação de advertência começa às oito da manhã e termina na quinta (17), no mesmo horário. Apenas 30% do efetivo da Polícia Civil será mantido para atuar em prisões de flagrantes, recolhimento cadavérico e crimes contra crianças e contra a vida.

O motivo foi a posição da categoria, que não gostou da aprovação do Projeto de Lei que define o reajuste dos funcionários do Estado parcelado em duas vezes.

Nesta quarta-feira (15), os trabalhadores devem se reunir em assembleia para discutir uma possível greve geral. Outros sindicatos de servidores estaduais também vão participar da reunião. (Varela Notícias)